No último sábado, dia 6 de março, foi eleita a canção que vai representar Portugal no Eurovisão. “Love Is On My Side”, interpretada pelos “The Black Mamba”, foi a vencedora do “Festival da Canção”, depois do voto popular desempatar a disputa com “Por Um Triz”, de Carolina Deslandes. É a primeira vez que uma canção totalmente em inglês vence o festival, e o facto está a gerar alguma indignação nas redes sociais.

Luísa Castel-Branco foi uma das pessoas que se manifestou sobre o tema. “Não sei nem interessa se esta canção que ganhou o Festival é boa ou má. A minha pergunta e o meu espanto é saber como é possível Portugal ser representado por uma música em inglês”, começou por escrever no Instagram.

O regulamento do Festival da Canção é claro ao dizer que “não é obrigatório” que as músicas sejam em português, o que foi criticado pela comentadora. “Primeiro a RTP nem sequer devia ter aceite a concurso tal coisa. Depois a língua é a Pátria de todos nós”.

Luísa ainda afirma que outras canções, em português, tinham mérito para levarem o nome de Portugal ao Eurovisão: “Ouvi óptimas músicas e interpretações. Mas parece-me que mesmo depois de já termos ganho este Festival, vamos esquecer os excelentes artistas e compositores e autores. Pura pobreza de espírito.
E depois vão manifestar-se contra a falta de apoio á cultura. Qual cultura? A inglesa? Uma vergonha, não há outra palavra que defina o que se passou.”

Recorde-se que não é a primeira vez que uma canção que tem letra cantada em inglês representa Portugal no festival. Em 2003, Rita Guerra cantou parte de “Deixa-me Sonhar” em inglês, e também as músicas de 2005 e 2006 tinham trechos na língua estrangeira.

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Relacionados

Mais no portal