Já começaram os preparativos para “Big Brother – Duplo Impacto”. Recentemente, Cristina Ferreira e a dupla de apresentadores do reality show, Teresa Guilherme e Cláudio Ramos, reuniram-se com a imprensa para dar conta de algumas novidades relativas ao programa que estreia no primeiro domingo de 2021. A diretora de Entretenimento e Ficção da estação de Queluz de Baixo avançou que, numa primeira fase, “vão ser 12 concorrentes, embora isso ainda esteja em aberto, do ‘Big Brother’ da Teresa e do ‘Big Brother’ do Cláudio, mas não é só”, afirmou. “Há espaço para a entrada de outros concorrentes. Podem ser de outros reality shows, podem ser famosos, podem nunca ter aparecido na televisão, podem ter trabalhado no ‘Big Brother’, isso agora ninguém sabe, só nós…”, deixou no ar. Cristina Ferreira garantiu que este é um programa em que tudo pode acontecer e que é um formato aberto. A estrela da TVI revelou que haverá um prémio final para o vencedor, mas não quis avançar mais detalhes e ainda que, embora esteja previsto que “Big Brother – Duplo Impacto” dure apenas um mês e meio, poderá estender-se. “Imaginemos que o público quer mais e que nós achamos que o formato merece mais. Assim sendo, pode durar mais. Podemos estar daqui a três anos ainda a falar deste Big Brother.”

Festas em confinamento

Cristina Ferreira garantiu que todos os concorrentes das duas últimas edições de “Big Brother” foram convidados a participar neste desafio e que, depois, caberá à produção escolher quem quer ver dentro da mansão da Ericeira. “Cada um de nós tem as suas apostas e agora estamos a ver quem é que podemos ‘casar’ das duas edições”, disse, revelando: “Dois ou três já disseram que não querem mesmo entrar. Também há os que dizem que não querem para fazer um bocadinho de charme e tal…” E acrescentou que o leque de hipóteses é vastíssimo. “Vamos ter muita gente com possibilidade de entrar porque os tempos assim o exigem. Por exemplo, ainda agora no ‘Big Brother – A Revolução’ tínhamos quatro concorrentes que podiam voltar a entrar na casa e acabámos com uma”, explicou, referindo-se à entrada de Carina e à impossibilidade de entrar de Liliana, Jéssica e Sandra devido a questões relacionadas com a Covid-19. Para participarem em “Big Brother – Duplo Impacto”, os concorrentes vão ter de passar as festas em confinamento. “Em princípio, talvez na noite de Natal entrem logo em isolamento. E passam a passagem de ano no hotel, sozinhos”, revelou Cristina, ao que Teresa Guilherme acrescentou: “A verem-me a mim e a eventuais futuros colegas!” Cristina disse que os concorrentes “vão ser testados várias vezes durante esse período e entrarão com as regras de segurança que entendemos que são as necessárias”. A dupla de apresentadores e a diretora de Entretenimento e Ficção não avançam com nomes de possíveis participantes mas admitem a possibilidade de André Filipe – que sofreu um surto psicótico devido à sua participação no reality show – ser um dos escolhidos para entrar. “Estamos a acompanhar toda a equipa médica que o segue e entrará se tiver autorização clínica.”
Um casamento de sonho

Cristina Ferreira assume-se como a madrinha do “casamento” entre Teresa Guilherme e Cláudio Ramos, que se estreiam como dupla à frente do “BB”. “Vai ser um grande desafio para os dois, mas, do que conheço de ambos, vai correr na perfeição”, garantiu a diretora. Teresa Guilherme, que está habituada a trabalhar a solo há quase três décadas, confessou que vai ser posta à prova. “Mesmo em dupla, lado a lado, mão na mão, ombro a ombro, foi só com o Manuel Luís Goucha, em ‘Olha que Dois’, há muitos anos [esteve no ar na RTP1 entre 1992 e 1993]”. Já Cláudio Ramos disse ter uma missão. “Vou querer desconstruí-la. Ela não me vai deixar! Quero é divertir-me e que a Teresa se divirta. E o espectador é que vai ficar a ganhar”, afiançou o apresentador.

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Mais no portal