Scarlett Johansson

Esta quinta-feira, dia 29, Scarlett Johansson deu entrada de um processo contra a Disney por violação do contrato, na sequência do lançamento digital do filme “Viúva Negra” na plataforma de streaming Disney +. A atriz alega o seu contrato garantia um lançamento exclusivo nos cinemas e que o seu ordenado iria ser potenciado pelas receitas de bilheteira.

“Nos meses que antecederam este processo, Johansson deu à Disney e à Marvel todas as oportunidades para corrigir os seus erros e cumprir o acordo da Marvel. A Disney incitou intencionalmente a violação do contrato da Marvel, sem justificação, para evitar que Johansson obtivesse os benefícios totais do acordo com a Marvel”, lê-se no processo. Até ao momento, a Disney não teceu qualquer comentário sobre o assunto. 

“Este certamente não será o último caso em que artistas de Hollywood enfrentam a Disney e deixa claro que seja o for o que a empresa quer fazer, tem a obrigação legal de cumprir os contratos”, garante John Berlinski, um dos advogados da atriz, ao Wall Street Journal.

A estreia de “Viúva Negra” foi adiada decido à pandemia, tendo estreado no início de julho nos cinemas e em simultâneo na plataforma Disney +. Segundo dados oficiais, o filme teve, nas primeiras três semanas, uma receita de bilheteira de 67.3 milhões de euros na América do Norte e de 65.5 milhões de euros a nível internacional. Depois disso, as receitas registaram uma queda drástica. A Disney diz ainda que faturou 50.4 milhões de euros com o acesso ao filme na Disney + só no primeiro fim de semana. 

Recorde-se que a Disney começou a estrear filmes em simultâneo nos cinemas e na plataforma de streaming durante a pandemia.

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Mais no portal