Na última terça-feora, 28 de junho, Vera Kolodzig usou o Instagram para fazer uma partilha íntima. A atriz publicou duas fotografias a chorar e fez uma reflexão sobre um dia em que estava triste.

Vera então explica a origem das duas fotografias partilhadas: “Naquele dia abracei a minha tristeza, olhei-me ao espelho e fotografei-me nela para poder observar-me de fora. E agora decidi partilhar. Está tudo bem!! Não preciso que me enviem mensagens a perguntar se estou bem, como dizia a frozen “já passouuuu, já passouuuu” A tristeza faz parte. Sou feliz e estive triste – em português temos esta diferença maravilhosa entre o “ser” e o “estar”. A felicidade é o céu azul, que está sempre lá, mesmo nos dias de tempestade! Ou de lua nova neste caso. A felicidade “é”.”

“Pensei muito antes de fazer este post e agora é o momento. Nas cenas dramáticas de novela parece que se julga os actores pelas lágrimas que conseguem fazer escorrer pela face, quando na verdade acho que a maior parte das pessoas chora escondida e quando choramos em público fazemos tudo para esconder as lágrimas. Pensei muito antes de publicar esta fotografia. Gosto de pensar na intenção com que faço as minhas partilhas e publicações. Ás vezes é para partilhar um trabalho, outras porque achei algo engraçado ou porque estou mesmo feliz, outras vezes por algo que aprendi e com o qual acredito que posso ajudar. No outro dia cheguei a casa triste e chorei sobre o vazio. As redes sociais têm algo de muito positivo no que toca a inspirar, partilhar informação, partilhar beleza, no entanto por vezes também há algo de muito perverso na alimentação do ego. E ás vezes podemos até estar a provocar nos outros frustrações e tristezas por não estarem a viver os momentos incríveis, os amores únicos, as experiências, e as aprendizagens que partilhamos.”

“Tento ser congruente nas partilhas: se não estou bem ou não acredito no que mostro, não partilho. E no outro dia pensei… e porque não partilhar também a vulnerabilidade que é tão bela, a beleza de uma emoção pura mesmo que não seja agradável? (Gosto de pensar nas emoções como “agradáveis” e “desagradáveis” e não como “positivas” e “negativas”) Se a minha “Kológica” é viver em verdade, então não tenho porque esconder o que sinto. Não preciso de revelar as razões, os pensamentos que às vezes me atormentam (embora até partilhe grande parte deles no meu podcast), posso só mostrar que a vida é mesmo assim e mesmo nós, que por causa do nosso trabalho estamos mais expostos publicamente, temos altos e baixos e dias menos bons, e aquilo a que eu chamo “dores de crescimento”!”

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Volta a Portugal em design nos dois apartamentos da Santo Infante

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os "looks" de Letizia na entrega dos prémios Francisco Cerecedo

Cientistas de Coimbra criam ferramentas inteligentes para prevenir erros informáticos

Cientistas de Coimbra criam ferramentas inteligentes para prevenir erros informáticos

Sara Carbonero publica vídeo emocionante após alta hospitalar

Sara Carbonero publica vídeo emocionante após alta hospitalar

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

Três homens sobrevivem a 11 dias de travessia atlântica agarrados a leme de um navio

Três homens sobrevivem a 11 dias de travessia atlântica agarrados a leme de um navio

Eleições para Conselho Geral e Supervisão da ADSE com abstenção de 96%

Eleições para Conselho Geral e Supervisão da ADSE com abstenção de 96%

As maiores fortunas de Portugal na capa da EXAME de Dezembro

As maiores fortunas de Portugal na capa da EXAME de Dezembro

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Musk: implantes de chips no cérebro estão a 6 meses de distância. E ele quer um

Criado primeiro centro integrado de Esclerose Múltipla no país

Criado primeiro centro integrado de Esclerose Múltipla no país

Mesa com tecnologia inovadora foi premiada

Mesa com tecnologia inovadora foi premiada

5 momentos a não perder neste Natal em Lisboa

5 momentos a não perder neste Natal em Lisboa

VISÃO Júnior, uma prenda de Natal original

VISÃO Júnior, uma prenda de Natal original

O centenário de José-Augusto França

O centenário de José-Augusto França

Catarina Gouveia dá-nos inspiração para um pequeno-almoço tardio

Catarina Gouveia dá-nos inspiração para um pequeno-almoço tardio

Girl Talk: este País não é para nós

Girl Talk: este País não é para nós

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

Eco-Rally de Lisboa: os elétricos passaram pela capital

É a mala mais cara do mundo e Georgina Rodríguez tem uma

É a mala mais cara do mundo e Georgina Rodríguez tem uma

Ligações felizes em Barcelona

Ligações felizes em Barcelona

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

Vencedores do passatempo 'O Gato das Botas: O Último Desejo'

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

FPAK admite negociações para Fórmula 1 regressar a Portugal

FPAK admite negociações para Fórmula 1 regressar a Portugal

Já são conhecidos os resultados finais de um teste de seis meses à semana de quatro dias de trabalho

Já são conhecidos os resultados finais de um teste de seis meses à semana de quatro dias de trabalho

Máxima da Holanda surpreende com visual em tons de cinzento e preto em entrega de prémio em Amesterdão

Máxima da Holanda surpreende com visual em tons de cinzento e preto em entrega de prémio em Amesterdão

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Esperança de vida aos 65 anos estimada em 19,30 anos no último triénio

Esperança de vida aos 65 anos estimada em 19,30 anos no último triénio

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

JL 1361

JL 1361

Como um clube português quer tornar o futebol mais

Como um clube português quer tornar o futebol mais "verde"

12 Mercados de Natal com presentes originais, do Porto a Braga

12 Mercados de Natal com presentes originais, do Porto a Braga

Raimundo apela à mobilização nas ruas para reconquistar direitos que

Raimundo apela à mobilização nas ruas para reconquistar direitos que "não caem no colo"

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

Moda: Fundo preto

Moda: Fundo preto

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Decskill chega aos 500 consultores

Decskill chega aos 500 consultores

Georgina Rodríguez partilha fotografias com os filhos à chegada ao Qatar

Georgina Rodríguez partilha fotografias com os filhos à chegada ao Qatar

JL 1359

JL 1359

Como cresceu Archie, o filho mais velho do príncipe Harry e de Meghan Markle

Como cresceu Archie, o filho mais velho do príncipe Harry e de Meghan Markle