Os espectadores do programa das manhãs da SIC foram tão surpreendidos quanto a própria apresentadora. Durante a emissão de 31 de março, João Baião entrou pelo estúdio com um ramo de flores destinado a Diana Chaves, que logo percebeu serem do seu companheiro, César Peixoto. A beldade ficou com um sorriso no rosto ao ver as tulipas brancas, oferecidas num dia muito especial. “15 anos depois, és e serás a minha vida. Amo-te muito”, podia ler-se no cartão oferecido pelo treinador do Paços de Ferreira. “O César oferece-me sempre tulipas brancas. É a minha flor preferida. Para mim significam amor. É uma coisa nossa”, confidenciou à TvMais a estrela do canal de Paço de Arcos, acrescentando: “Ele mandou vir as tulipas brancas da Holanda porque não havia cá. E pensei: ‘São dele, só pode’. E depois tinha o cartão. Ele não é nada destas coisas, destas demonstrações públicas”. Ao final da tarde, e sem poder passar o dia com o seu mais-que-tudo, a apresentadora marcou presença no lançamento das novas tabletes de chocolate premium Ferrero Rocher e Raffaello, onde foi a anfitriã.E não escondeu a emoção que havia sentido horas antes pela ternurenta surpresa do companheiro em direto: “Ele surpreende-me muitas vezes e é sempre muito original no que faz. Eu sou muito romântica, mas ele vai ao pormenor, envolve toda a gente para fazer uma surpresa. Estas manifestações de carinho, estas surpresas, são importantes e fazem bem”. Com uma filha em comum (Pilar, de 10 anos), o casal está a viver uma fase muito feliz, ainda que o trabalho obrigue a que estejam afastados alguns dias. “Ao fim de 15 anos, amo-o mais do que no início. A paixão transforma-se em amor e esse amor depois vai crescendo. Amo o César como amo a minha filha, o meu pai e as minhas irmãs.”  

O que mais gosta no César?

“O coração puro que ele tem. Ele é mesmo boa pessoa,é genuíno, verdadeiro.É muito preocupado com os outros e quer que todos estejam bem. Coisas que hoje em dia são um bocadinho raras.”

O que mais lhe irrita nele?

“Adora séries medievais e eu detesto! Aquilo é tão bem feito que faz-me pesadelos, incomoda-me mesmo.Ele, como adormece mais tarde, às vezes está a ver aquelas séries à noite e eu acordo com os sons das espadas e das facas. E aquilo irrita-me solenemente. Digo-lhe: ‘Pára de ver essa porcaria’. E ele: ‘Deixa-me estar’ (risos). Ele funciona melhor à tarde ou à noite. Eu sou mais do dia. Temos muitas coisas em comum,mas não somos parecidos.” 

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Mais no portal