“É a época do ano que eu mais gosto!João Baião não esconde que vive o mês de dezembro com grande intensidade e logo nos primeiros dias começa a enviar para todos os familiares, amigos e conhecidos mensagens de boas festas. “Só tenho pena que não neve. Adorava passar o Natal num sítio onde nevasse”, afirma ao Holofote.pt o acarinhado apresentador, de 58 anos, que passa a quadra com os dois irmãos e os filhos destes.

A mesa da Consoada é sempre repleta de boas iguarias. “Não pode faltar, tradição dos meus queiros pais, o bacalhau e uns docinhos. A minha mãe fazia filhós muito bem, mas tenho a minha irmã gémea [Maria do Rosário] que também faz doces maravilhosos e a minha cunhada [Carlota] que também cozinha muito bem. Eu vou ajudando”, conta o “rei da alegria”, que já comprou o seu primeiro presente de Natal para a sobrinha.

E não podem faltar muitos doces! “Eu vou ajudando e ‘rapando’ o tacho com o dedo. A mesa está tão cheia de doces que como de tudo. Mas levo a noite a ‘penicar’ os frutos secos: pinhões, fava-rica, pevides, pistachos. Há uma torta de chocolate da pastelaria onde o meu cunhado trabalha [Estrela da Buraca] que é uma coisa maravilhosa. E não pode faltar os sonhos e as rabanadas”, conta a estrela da SIC.

7 segredos do seu Natal:

  • Todos os anos monta uma mini aldeia de Natal em casa, junto à árvore, com dezenas de bonecos e bastante iluminada
  • Não dispensa o bacalhau com batatas no jantar de Consoada e o peru no forno no dia seguinte
  • Era normalmente a tia que fazia de Pai Natal. Só uma vez, já depois da tia partir, é que foi João a vestir-se de velho das barbas
  • Ele e o primo ficavam encarregues de preparar o espetáculo para apresentar a toda a família na noite de Natal
  • O seu doce preferido eram as filhós feitas pela mãe, além das rabanadas e dos sonhos.
  • Quando era pequeno, sonhava receber uma pista de comboios. A tia prometeu-lhe que iria receber, mas quando abriu o presente era um foguetão. “Apanhei uma desilusão”, recorda João Baião
  • Não se esquece quando, em jovem, os pais lhe ofereceram como presente dois fantoches e ele depois apresentou à família uma espetáculo de revista à portuguesa em casa

[Desejos para 2022] “Depois deste mais de ano e meio em que vivemos o desconhecido, uma situação completamente atípica para o mundo inteiro, só desejo saúde, alegria e satisfação. É o fundamental”
(João Baião)

Assista ao vídeo em cima!

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Relacionados

Mais no portal