Maria Botelho Moniz viveu um dia triste. A apresentadora teve de se despedir, recentemente, de um presente que o pai lhe oferecera há 15 anos. Trata-se de um carro que apelidava carinhosamente de “Cindy”. No Instagram, explicou o motivo pelo qual aquela despedida a deixou tão melancólica.

Ontem disse adeus à “Cindy”, o meu carro de 15 anos. Foi um presente do meu pai quando voltei dos Estados Unidos, queria que eu andasse em segurança já que não parava um segundo no mesmo sítio. Fomos a centenas de castings, não me vou esquecer dos nervos que senti quando entrámos pela primeira vez no parque de estacionamento para gravar a primeira novela. Lá dentro passei textos em voz alta, festejei vitórias e chorei derrotas. Percorremos o país de lés a lés, enchemo-nos de poeira em festivais, demos inúmeras boleias, ouvimos música alto e refletimos no profundo silêncio. Tomei muitas decisões aqui dentro, algumas delas que mudaram o rumo do meu caminho. Dei muita gargalhada neste volante e chorei muito, muito mesmo, dentro deste pequenino lugar que tantas vezes é o único sítio onde podes desabar sem dar contas a ninguém. Para muitos este post vai parecer ridículo, é só um carro. Mas foram 15 anos, caramba. Veio para as minhas mãos tinha 22 anos e os sonhos todos do mundo, hoje tenho 37 e os pés bem plantados na terra. Obrigada “Cindy” por tantas memórias, espero cruzar-me um dia contigo na estrada e ver-te fazer outro alguém feliz“, desabafou.

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Mais no portal