Cristina Ferreira foi sempre uma mulher magra, mas, de há uns anos a esta parte, a apresentadora tem lutado para conseguir manter a sua silhueta. Apesar de comer de uma forma saudável e ter uma vida bastante ativa, a diretora de Ficção e Entretenimento da TVI começou a sofrer as consequências do stresse no corpo. Depois de muitos cuidados e tentativas para fazer baixar o número na balança e reduzir o volume corporal, a apresentadora parece ter encontrado a fórmula que a fez voltar a ter um visual de fazer inveja. Foi a própria a revelar o segredo do seu sucesso numa emissão do programa “Cristina ComVida”. Afinal, qual é a dieta que está a seguir e que lhe permitiu perder oito quilos, passando dos 68 para os 60 quilogramas, num ano? O jejum intermitente. 

A diretora de Ficção e Entretenimento da TVI começou por contar que “já fazia uma alimentação exímia” e tinha tentado de tudo para perder peso e inchaço, mas por causa de uma “alteração no intestino”, que a levou a fazer alguns exames de diagnóstico, não conseguia emagrecer. Até que começou a fazer o jejum intermitente.  

Cristina toma o pequeno-almoço cedo, tenta almoçar sempre à mesma hora e depois faz um “lanche ajantarado” antes de começar o “Cristina ComVida”. “A minha última refeição”, garantiu a apresentadora. E esse parece ser o segredo pois, como disse, “o corpo habitua-se à quantidade de comida” e, com o jejum intermitente, “o corpo vai buscar as reservas de energia”. Antes, jantava mais tarde e depois ia para a cama: “Eu comia e ia-me deitar. Acho que o corpo não tinha tempo para digerir os alimentos”, explicou. 

Mais do que uma simples dieta para perder peso, a apresentadora optou por mudar o seu estilo de vida em relação à alimentação e, hoje em dia, faz jejum intermitente sempre, o que significa que fica longos períodos sem ingerir alimentos. Cristina opta também por seguir uma dieta menos calórica, prescrita por Iara Rodrigues, a sua nutricionista desde há dez anos, mas garante que come de tudo.

O que é o jejum intermitente 

Alexandra Vasconcelos, que escreveu “O Poder do Jejum Intermitente” e “As Receitas – O Poder do Jejum Intermitente”, editados pela Planeta, já foi várias vezes convidada por Cristina Ferreira para os seus programas e conhece bem a apresentadora. “Ela disse-me que o jejum intermitente é a única coisa que lhe dá resultados. Sente o corpo a desinchar, a desinflamar, e diz até que se sente a emagrecer. E garante que o jejum resulta muito bem com ela. Com ela e com a grande maioria das pessoas”, explica a antiga farmacêutica e mestre em nutrição. “Ao longo destes anos a trabalhar com doentes e que fazem jejum intermitente, não há uma pessoa que não sinta resultados, todas sentem na pele, na sua saúde os benefícios: ou no peso, na desinflamação, no edema, na vitalidade, nas doenças autoimunes ou no intestino. Os benefícios vão de A a Z em toda a nossa saúde”, acredita.

Para a especialista, todos podemos optar por esta forma de viver e muitos de nós, inconscientemente, já o fazemos. “Se jantarmos às 21 horas e não comermos mais nada até ao pequeno-almoço do dia seguinte perfaz 12 horas sem comer”, explica a especialista. Mas os benefícios totais só são conseguidos a partir de períodos mais longos de privação. “Se conseguirmos estar 16 horas sem comer, atingimos a reprogramação metabólica, ou seja, o nosso corpo deixa de ser uma máquina de consumir açúcar e começa a ser uma máquina de consumir gordura e gordura acumulada”, esclarece. E, curiosamente, de acordo com Alexandra Vasconcelos, quando estamos muitas horas sem comer, temos menos vontade de o fazer. “O jejum vai equilibrar os mediadores da fome e da saciedade e a pessoa vai ficar com menos vontade de comer.” Estar 24 horas sem comer, de vez em quando, é também aconselhado por esta especialista. Mas tudo depende de cada um. “Há pessoas mais adaptadas, há pessoas que demoram mais tempo. Há pessoas a fazerem 14 horas e chegam rapidamente às 16 e sentem-se lindamente. Há quem faça facilmente 24 horas e consegue obter aquele grande benefício que é o da autofagia.” Ou seja, a regeneração natural das células, reduzindo a probabilidade do surgimento de algumas doenças, além de aumentar a longevidade. 

Fazer de uma forma progressiva 

Para quem quer iniciar este tipo de alimentação, Alexandra recomenda que se faça de uma forma progressiva. O mínimo são as 12 horas e depois suba lentamente para as 14, depois 16 e por aí adiante. “Tem de beber pelo menos 2 litros de água e ir ouvindo o seu corpo.” Consultar um médico e fazer análises recorrentemente é sempre aconselhado. Até porque, como alerta a especialista, é possível “sentir nos primeiros quatro, cinco dias alguma fraqueza, estômago vazio, tontura, dores cabeça, tensão baixa. É a mesma coisa que um carro. Se estou habituada a ir a um depósito buscar energia e a outra rota metabólica, há que passar um período de adaptação e a partir daí começa a ser mais fácil”. Durante o jejum, é possível beber café, chá, café com óleo de coco, e outras soluções. Depois destas horas sem comer, a autora alerta que é preciso ter atenção ao que se ingere e a primeira refeição é crucial. Como se lê no seu livro “As Receitas – O Poder do Jejum Intermitente”, “se introduzir açúcares, ou mesmo hidratos de carbono, que rapidamente se transformam em açúcares, o seu corpo vai automaticamente transformar esses alimentos em calorias que, se não forem usadas, irão ser acumuladas sob a forma de gordura na tentativa de repor a que foi gasta durante o período de jejum”. Alexandra Vasconcelos recomenda que se quebre o jejum com alimentos leves, ricos em fitonutrientes, vitaminas, minerais, antioxidantes, fibra, bastante gordura saudável e alguma proteína. Assim, em vez de optar por, ao pequeno-almoço, comer uma sandes com manteiga, opte por ovos mexidos com abacate, por exemplo. Se saltar logo para o almoço, certifique-se que não ingere arroz, massa, batata. 

Palavras-chave

Relacionados

Famosos

Cristina Ferreira volta a brilhar na gala de 'All Together Now'

Com vestido da designer portuguesa favorita da apresentadora.

Famosos

Cristina Ferreira fica rendida ao visual escolhido por Rita Pereira

Na passada gala do programa 'All Together Now'.

Famosos

Georgina Rodríguez partilha vídeo da casa de luxo de Cristiano Ronaldo em Lisboa

Georgina Rodríguez mostrou, na manhã desta quinta-feira, a área exterior do novo apartamento de luxo de Cristiano Ronaldo, em Lisboa.

Mais no portal

Televisão

Audiências: 'Cristina ComVida' regista o pior resultado de sempre

O programa continua a descer nas audiências.

Famosos

Joana Madeira derrete seguidores com este vídeo da filha mais nova

A comediante surge num momento terno com Carolina, de três semanas.

Famosos

Em biquíni, Rita Pereira deixa mensagem aos 'haters'

A atriz mostrou ainda a sua excelente forma física.

Famosos

Ruth Marlene assistida no hospital com Covid-19

A cantora partilhou a notícia nas suas redes sociais

Televisão

Ana Marques fala sobre os comentários de Marco Paulo que foram criticados nas redes

"Ó Ana, podes calar-te um bocadinho?" foi uma das frases do cantor para a colega.

Famosos

José Raposo surge em momento amoroso com a filha Lua

O momento foi partilhado por Sara Barradas nas redes sociais.

Famosos

Ana Rita Clara emociona-se ao falar da saída da SIC e do novo projeto na TVI

A apresentadora esteve à conversa com Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos.

Famosos

Teresa Guilherme revela a Goucha como foi trabalhar com Cláudio Ramos

Na passada terça-feira, a apresentadora 'Big Brother - Duplo Impacto', deu uma entrevista no programa 'Goucha'.

Famosos

Cristiano Ronaldo afasta garrafas de Coca-cola e já há memes

Na conferência de Imprensa, o craque preferiu água e o momento não passou despercebido aos criativos da Internet

Famosos

Dolores Aveiro festeja assim a vitória da seleção no Euro2020

Foi uma vitória bastante celebrada pela mãe de Cristiano Ronaldo e os seus amigos.

Famosos

Celebridades apostam em linhas de beachwear e têm lucros fabulosos

Com corpos de sonho, são muitas as estrelas que se despem de preconceitos e exibem os seus atributos em campanhas publicitárias das mais variadas marcas de roupa de praia

Dá que falar

Caso Maria das Dores: As versões da defesa, da acusação e a confissão

Em 2007 mandou matar o marido, mas só confessou mais de dez anos depois. O último episódio da segunda temporada de "Crime sob o Holofote" recorda um dos casos mais mediáticos de Portugal.