Após notícias que davam conta que Marco Paulo se tinha “oferecido” para trabalhar para a TVI – bem como um posterior comunicado da estação a desmentir as informações, o cantor sentou-se com Júlia Pinheiro para esclarecer o público acerca do que aconteceu.

O artista terá começado por dizer ter recebido um telefonema de uma pessoa amiga da TVI – de quem não revelou nome -, a questionar qual a relação contratual deste com a SIC e a afirmar que iria entrar em contacto com a direção de programas da estação de Queluz. Revelou também ter tido conversas com pessoas de ambas as estações.

Durante um almoço com alguém de quem disse gostar muito – bem como durante um outro, com pessoas da administraçaõ da TVI – afirmou terem sido feitas propostas. Porém, nada foi oficializado. “Eu nunca falei em dinheiro com ninguém“, garantiu. “Fiquei surpreendido porque antes disso tinham-me dito [da TVI] que ia receber a proposta escrita e que, se até à noite não ligasse a dizer qualquer coisa, iam fazer um comunicado“, acrescentou.

E ainda clarificou: “um comunicado que eu achei completamente sem interesse nenhum porque já sabia disso de manhã e o comunicado apareceu à noite. O comunicado em que diziam que eu me tinha oferecido, que estava à espera que a minha cotação subisse, quer para a SIC quer para a TVI“.

O cantor disse ainda ter ficado magoado. “Porque eram pessoas com quem eu almoçava às vezes, não era sempre. Pessoas de quem eu gosto muito mesmo e que sempre me trataram bem, e podiam falar comigo. Fiquei desiludido e muito triste. Não confiar nas pessoas às vezes dá jeito“, disse.

Estavam à espera da minha chamada e eu estava à espera da proposta“, resumiu. “Entretanto, havia alguém que bastantes vezes ligava para mim, eu tinha o telefone sem carga e não reparei, não vi, e quando vi, liguei e deixei uma mensagem a essa dita pessoa. E essa pessoa não me respondeu, o que também foi muito deselegante”, acrescentou.

Enquanto houve os almoços, eram sempre atendidos os telefonemas, em resposta àquilo que me mandavam – não era para pedir nada. E a partir daí começou a imprensa a entrar no assunto e eu a ser muito ‘bombardeado’ com perguntas e pedidos de esclarecimento“, rematou.

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Mais no portal