Foi em lágrimas que Madalena Aragão partilhou um testemunho emocionante sobre a situação pela qual Portugal, e o Mundo, está a passar e a morte da avó, a 13 de janeiro, vítima de Covid-19.

“O meu nome é Madalena Aragão e decidi hoje falar sobre este tema que nos dá tanta angústia a todos. Começo por vos contar as causas que me empurraram para fazer este vídeo”, começou por dizer a atriz de “Quer O Destino”, da TVI.

“A avozinha a quem nem eu, nem as minhas irmãs, a minha mãe, tias, tios, abraçávamos desde março. Mas nós estamos cá todos e podemos chorar no colo uns dos outros. Só que ela morreu sozinha. Sem os nossos mimos, o nosso toque, os nossos beijos, sem as nossas mãos nas mãos dela. Sem lhe limparmos as lágrimas do medo e da solidão de estar a morrer sozinha”, relatou depois visivelmente emocionada.

Mas a angústia da jovem não fica por aqui uma vez que Maria, a irmã mais velha de Madalena, concluiu recentemente o curso de medicina e já se encontra a trabalhar num hospital: “Diariamente assistimos à angústia e desespero da minha irmã Maria que, quando vem a casa, conta-nos histórias de médicos, enfermeiros, pessoal auxiliar que choram por não conseguir salvar vidas, que podiam ser salvas até facilmente noutras circunstâncias e que não o são agora por impossibilidades”.

“Isto está a acontecer aqui. Nas nossas vidas, no nosso tempo real”, sublinhou deixando um apelo aos mais novos. “O que eu vos peço é que, enquanto o Governo não nos mandar a nós jovens para aulas online por um período qualquer, por favor, quando saírem de casa coloquem logo a máscara corretamente e mantenham-na sempre na escola onde quer que se encontrem. No final do dia vão diretos para casa sem ser em grupo”.

Veja o vídeo partilhado pela atriz na íntegra:

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Relacionados

Mais no portal