Depois cumprir de 14 dias de isolamento profilático, o tempo previsto pela DGS após um contacto com um caso que testou positivo para a Covid-19, Cristina Ferreira voltou à antena da TVI. Recorde-se que a apresentadora esteve com Bárbara Bandeira no “Dia de Cristina”, a 21 de outubro, e a cantora testou positivo ao novo coronavírus no dia seguinte. A diretora de Entretenimento e Ficção da estação de Queluz explicou com detalhes o que aconteceu depois de ter conhecimento da situação e contou tudo no programa “Você na TV!”. “Tive alguns sintomas, mas que não foram de Covid-19. A médica dizia que o stresse e a ansiedade fazem com que as pessoas passem a ter alguns sintomas, que depois são similares e, por isso mesmo, ficamos muito assustados”, começou por dizer Cristina ao lado do ex-companheiro das manhãs, Manuel Luís Goucha.

O contacto direto
A nova acionista da TVI esclareceu os telespectadores e fez questão de tirar dúvidas que são comuns nesta fase.“Estive durante 20 e tal minutos ao lado da Bárbara [Bandeira] a conversar; [mal soube que a cantora testou positivo] fui automaticamente para casa e disse que no dia seguinte decidíamos o que íamos fazer. Contactámos logo o Serviço Nacional de Saúde e disseram que o meu contacto era de alto risco. E é isto que define depois todo o processo. O contacto tinha sido de alto risco, porquê? Porque estive num local ao lado dela, a conversar mais do que 15 minutos e, portanto, a partir desse momento era um isolamento obrigatório de 14 dias”, explicou. As primeiras horas foram de incerteza: “O que senti é muito estranho. A sensação de agora vais para casa, vais lá ficar 14 dias em isolamento e não podes estar com ninguém… é terrível! Por mais que digam que não. É uma sensação de prisão, de jaula, que é muito complicada.”

Sozinha e sem sintomas
As primeiras pessoas em quem pensou foram os seus familiares mais próximos. “A questão foi logo: o meu filho e os meus pais, o que é que vou fazer?” A apresentadora revela que durante o isolamento não teve nenhum contacto. “Estive os 14 dias sem estar com eles uma única vez! Não existia contacto nenhum e acho que é isso que as pessoas devem fazer. O Tiago ficou logo afastado, foi para o pai [António Casinhas] com os meus pais. Não tinha estado com eles, porquê? Porque na quarta-feira o Tiago não dorme em casa mas, sim, com o pai. E quando cheguei a casa ele já não estava. Como fui para casa com a ideia de que podia estar positiva, não estive com eles. Ele estava salvaguardado e os meus pais também.” Cristina ficou tranquila, pois nada indicava que teria contraído a doença. “Não fiquei apreensiva porque não tinha sintomas e não fui tendo. Houve uma altura em que pensei: Bem, se por acaso estiver infetada isto a mim não me deve fazer muito mal. porque não estou a sentir nada do que é grave. Passou a sexta-feira, o sábado, o domingo, chegou a segunda-feira…”

A incerteza
Os primeiros dias de isolamento foram tranquilos, mas o início da semana nem por isso. “Na segunda-feira comecei a sentir umas dores de cabeça e tinha arrepios de frio. Estive sempre em contacto com a médica e não é por ser a Cristina. Pode variar de distrito para distrito, porque podem existir mais casos nuns lados do que noutros, mas as pessoas estão mesmo a fazer tudo aquilo que é possível. Neste momento são milhares de telefonemas e de casos e é muito complicado. A médica ligava-me porquê? Porque é preciso medir a febre de manhã e à noite, pergunta como é que nós vamos estando e vão fazendo toda a análise. E tem de encontrar as cadeias todas e os focos, para que não hajam mais pessoas infetadas.”

O primeiro teste
A apresentadora só se submeteu ao primeiro teste passados alguns dias. “As pessoas que estiveram com alguém positivo e que vão logo a correr fazer o teste e deu negativo… não devem estar descansadas. Têm de passar pelo menos sete ou oito dias depois de ter estado com a pessoa infetada para que seja mais ou menos fidedigno.” Cristina esclareceu ainda o motivo de algumas pessoas ficarem isoladas mais tempo e outras menos. “Porque é que nós que vamos para casa sem sintomas, e supostamente sem darmos positivo, ficamos 14 dias e quem dá positivo fica dez? Quem testar positivo e já não tiver sintomas, ao fim de dez dias o índice de transmissibilidade do vírus é quase nulo, é muito reduzido, por isso não há perigo de essas pessoas infetarem quem quer que seja. Enquanto que para quem está em isolamento o período de incubação pode ir até aos 14 dias. Ou seja, mesmo testando negativo ao fim do oitavo dia, poderia vir a testar positivo depois.”

“Não quero nada disto”
A diretora de Entretenimento e Ficção da TVI solicitou este serviço a um laboratório privado, que se deslocou a sua casa. “Não queria estar a entupir… Tenho esta possibilidade e acho que nós temos de ajudar também. Em vez de ir a um serviço público, onde ia mais uma para a fila, a enfermeira foi lá a casa e fez-me o teste.” A experiência foi menos aterradora do que imaginava. “Sentei-me para fazer o teste da zaragatoa e disse: Não quero nada disto. É muito assustador. Porquê? Porque nas imagens que nós vemos estão a enfiar-nos aquilo pelo nariz, dizem que aquilo vai até ao cérebro, e, portanto, nós ficamos muito assustados. O primeiro, na narina esquerda, deu desconforto, mas não deitei lágrimas, e o da narina direita não me custou nada!”

“Foi muito difícil”
Se a primeira semana foi um sonho, a segunda tornou-se uma provação e a solidão apoderou-se da apresentadora. “Tenho um ritmo de vida alucinante. É de manhã à noite, com tudo a acontecer. Devo confessar que a minha primeira semana de isolamento, sozinha em casa, foi o paraíso. Adorei! Tinha vergonha de dizer às pessoas que estava perfeita, estava ótima. Consegui controlar tudo na mesma, com o computador fazia tudo. O segundo sábado foi muito difícil. Sábado é o dia em que a minha família está reunida. E em que vou andar à Ericeira e sei que estão todos a almoçar… Foi o primeiro dia em que tive uma quebra. Custou-me muito, muito, muito! Já estava há uma semana sem eles, sem o Tiago, sem vir trabalhar”, confidenciou.

Cumprir os 14 dias
Ao 13o dia, Cristina voltou a fazer um novo teste à Covid-19. “Deu negativo! Porque é que vou ficar em casa quando já fiz dois testes que deram negativo? Foi a minha sorte, ter cumprido os dias todos. Chego e a equipa inteira vai para casa! Um membro da minha equipa, o André Manso, tinha zero sintomas. Ele e a mulher estiveram com um caso positivo, fizeram os dois o teste e estão ambos positivos. Se tivesse vindo trabalhar ontem e tivesse estado a almoçar, como nós almoçamos na mesma mesa, hoje voltava 14 dias para casa” , contou a apresentadora, acrescentando como poderão surgir os contágios: “Os locais mais prováveis de infeção são à mesa, seja em família ou nos restaurantes, seja aqui, em equipa, como nós fazemos. Portanto, é à mesa, no convívio social, que acontece. Temos de ter esta noção: não está escrito na cara se temos ou não temos o vírus”. Fica o alerta!

Palavras-chave

Mais no portal

Televisão

Estes são os quatro nomeados da nona gala do 'Big Brother Duplo Impacto'

Como habitualmente, um deles foi colocado 'na chapa' por nomeação direta do líder da casa.

Televisão

Bernardina é expulsa do 'Big Brother'

E a primeira salva foi Jéssica Fernandes.

Famosos

David Carreira revela sobre morte de Sara Carreira: "senti que ainda não estava na altura de sorrir"

O cantor falou da morte da irmã, Sara, no último episódio do documentário 'Os Sonhos Não Têm Teto’.

Televisão

Programa de Ljubomir Stanisic já tem data de estreia

Já não falta muito para a versão portuguesa de 'Hell’s Kitchen’,

Famosos

Cláudia Vieira mostra vídeo da filha a caminhar e fãs deliram

A pequena Caetana já caminha de forma muito desenvolta.

Famosos

Maria Botelho Moniz: vinte anos depois, teve outra aula com Pedro Bianchi Prata

A apresentadora partilhou o que fez este sábado com o namorado.

Famosos

De biquíni preto, Georgina Rodríguez arrasa em capa de revista

A modelo espanhola foi a estrela de uma revista italiana.

Famosos

David Carreira mostra o seu apoio a Carolina Carvalho

Carolina Carvalho estreou-se na apresentação de um programa da SIC.

Televisão

Já foram apuradas as canções finalistas do 'Festival da Canção 2021'

A final tem lugar no próximo sábado, dia 6 de março

Famosos

Paulo Rocha sobre Joana Santos em "Amor, Amor": "um ato de coragem imenso"

Não se conheciam e deram-se bem desde o primeiro dia. Ele está rendido e não esconde as saudades de trabalhar por cá

Famosos

Júlia Palha em entrevista: "sou tímida como o caraças"

Aos 22 anos, a atriz está a dar vida à sua primeira protagonista na SIC. Acaba de comprar casa e ainda está apaixonada

Televisão

Tragédia em “Amor, Amor”: Vanessa é assaltada e descobre que está grávida

Vanessa acorda do assallto confusa e em pânico.