Foi no Algarve, debaixo de um sol forte, que Pedro Sousa, de 30 anos, gravou as últimas cenas de “Paixão”, a novela da SIC. Após 11 meses de trabalho, o ator garante que já só pensa em férias e, apesar de ainda não ter destino certo, sabe o que vai fazer: surfar. “Um amigo quer que vá ter com ele a Bali, mas não me apetece porque já lá estive três vezes. Repetir tanto o mesmo destino parece que estou a emburrecer… Há tanto mundo para descobrir que, desta vez, devo ir para África.” O


A paixão pelo surfe chegou quando tinha 12 anos, mais ao menos por altura em que se submeteu a uma cirurgia cardíaca, que lhe valeu um cicatriz de vários centímetros no peito. “Fui operado devido a uma estenose mitral congénita [doença cardíaca que dificulta a passagem do sangue pelo coração]. Na altura, ainda se serrava o esterno, hoje acho que já é feita por cateterismo.” Pedro explica que, apesar de ter nascido com este problema, nunca se sentiu diferente, para além de perceber que se cansava um pouco mais do que os colegas quando corria na escola. Aconselhado a fazer exames médicos regulares, admite que se escapa a eles há algum tempo: “Sou um baldas. Enquanto me sentir bem, tento não pensar nisso. O médico não queria que fizesse desporto de competição, eu contrariei-o e competi no surfe durante dez anos; depois, deixei o surfe e fui para o boxe… Não quis ficar quieto em casa e fazer de mim um coitadinho!”

Irrequieto, afirma que gosta de se sentir ativo e que parar nunca foi uma opção. “Se tivesse ficado em casa, aí sim, adoecia mesmo. Mas saí, puxei pelo coração, e um dia fui fazer um exame cardíaco e o médico disse-me que tinha um coração de desportista, porque batia muito devagar quando não estava em esforço. Essa foi a melhor notícia que podia ter recebido. Fiz bem em ser teimoso e casmurro durante estes anos todos.”

https://www.instagram.com/p/Bj-gL75nYfk

Palavras-chave

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Relacionados

Mais no portal