Luciana Abreu venceu o prémio de Melhor Música do canal Mais Kizomba, organizador dos Kizomba Music Awards, com a música “Tu e Eu”. Contudo, tal não foi bem aceite por todos. A cantora recebeu críticas por não ser africana e ter conquistado um galardão associado a um género musical africano.

Triste com estes comentários, Luciana Abreu expressou a sua revolta com um texto partilhado nas redes sociais.

“Em pleno século XXI, é inadmissível ainda existir tanto incomodo !
Com a minha alma negra e com duas filhas maravilhosas, também com sangue africano, eu pergunto: será que devemos acabar com todos os álbuns de Eminem, já que ele, como branco, fez milhões de dólares com a música dos africanos? Ou será que devemos queimar também o álbum Lemonade da nossa Queen Beyoncé, por fazer música rock, que por acaso, foi criada pelos brancos?
Eu apenas ganhei um concurso internacional, que presenteou a minha carreira musical, embora se esse prémio não existisse, eu continuaria a fazê-lo, porque sou feliz assim. Por isso, mais uma vez, obrigada a todos os que votaram em mim e fizeram com que a minha música, que não passa nas grandes rádios, que não está à venda num CD, que não está à venda nas plataformas digitais e que apenas tem um videoclipe com quase 8 milhões de visualizações, ter sido a eleita, ou seja, a escolhida. Preparem-se para a bomba que vem aí…sunshine, que entra já na próxima novela da SIC.
A música não tem cor, nem sexo…é eterna!”,
escreveu nas redes sociais.

Vídeo relacionado: “Tu e Eu”, de Luciana Abreu

Aproveite esta oferta especial, assine a TvMais por apenas €1,30/edição. ASSINE JÁ

Relacionados

Mais no portal